A odontologia pelo Mundo

Você sabia que o Brasil tem o maior número de dentistas do mundo? O Atlas Global de Odontologia estima que há cerca de um milhão de dentistas no planeta. Este foi o último levantamento divulgado pela Federação Dentária Internacional, em 2009.


O Brasil, por sua vez, é o país que concentra o maior número de profissionais de odontologia. Por aqui existem aproximadamente 280 mil cirurgiões-dentistas em atividade, ou seja, um profissional para cada 715 habitantes. Faculdades brasileiras de odontologia formam cerca de 11 mil dentistas por ano.


Estados Unidos (135 mil dentistas em atividade) e Alemanha (65 mil) ocupam, respectivamente, o segundo e o terceiro lugar no Atlas.


A Suécia e os Estados Unidos são os países que lideram o ranking mundial dos profissionais de odontologia com melhor formação e desempenho. Entretanto, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), os dentistas brasileiros estão entre os melhores do mundo.


O dentista brasileiro é referência mundial em tratamentos relacionados a odontologia estética.


Segundo o ranking universitário QS World 2015, as 35 melhores instituições de ensino em odontologia do mundo estão no Brasil, Suécia, Estados Unidos, China, Japão, Coréia do Sul, Bélgica, Inglaterra, Austrália, Suíça, Finlândia, Holanda e Dinamarca.





O mercado de trabalho


Análise do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) mostra que a Odontologia é a segunda carreira mais rentável do Brasil. Em primeiro lugar, ainda está a Medicina. No início da carreira, a média salarial do dentista varia de 2 mil a 6 mil reais.


Nos Estados Unidos, dentistas lideram o ranking de profissões. O Departamento Americano de Estatística e Incentivo ao Trabalho estima que a taxa de empregabilidade desses profissionais terá um crescimento de 16% até o ano de 2.022.


Os 13 países onde os dentistas têm os melhores salários são: Espanha (US$ 176 mil); Suíça (US$ 96.800); Noruega (US$ 93.100); Canadá (US$ 81.800); Estados Unidos (US$ 74 mil); Nova Zelândia (US$ 73.700); Austrália (US$ 73.600); Japão (US$ 71.500); Suécia (US$ 70.300); Irlanda (US$ 65.600); Holanda (US$ 65.500); Singapura (US$ 60.500) e Grã-Bretanha (US$ 57.500).


No Brasil


Segundo o IBGE, 70% dos dentistas brasileiros estão distribuídos nas regiões Sul e Sudeste. A maioria atua na Região Sudeste (59%), principalmente no Estado de São Paulo, onde funcionam 47 faculdades de odontologia. Norte e Nordeste são as áreas mais carentes.


A rede pública, segundo dados do Ministério da Saúde, emprega cerca de 30% dos dentistas do país, os quais trabalham em unidades básicas de saúde, centros de especialidades odontológicas e hospitais. Os dados estatísticos mostram que a maior parte dos dentistas exerce a profissão em clínicas ou consultórios particulares.


Apesar de possuir o maior de dentistas do mundo, o mercado dental brasileiro ainda está em terceiro lugar no ranking mundial, atrás dos Estados Unidos (1º lugar) e China (2º lugar). Outro dado que revela as desigualdades socioeconômicas do Brasil diz respeito ao acesso à assistência odontológica. A Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios, realizada pelo IBGE, mostra que 11,7% da população brasileira nunca foram ao dentista.


O Brasil ainda precisa avançar muito para melhorar os indicadores de saúde bucal. As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que ainda possuem um grande déficit de dentistas, representam um mercado promissor no futuro para profissionais motivados a enfrentar desafios em busca de oportunidades de trabalho.


Se você, dentista, quer se destacar no mercado, ficando acima da grande concorrência, saiba como fazer isso pela Primeira Rede de Clínicas e Consultórios Independentes, a Rede Dents.

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

REDE DENTS

Business Health Franchise Gestão de Ativos LTDA

CNPJ: 19.658.842/0001-63