Como montar seu consultório odontológico - 01

Para quem sai da faculdade e decide trabalhar por conta própria, montar um consultório odontológico é um sonho. Ter um local com seu nome e construir sua reputação é incrível. Mas montar um consultório não é tão simples. Principalmente para quem está começando agora. Existem alguns processos, trâmites e documentações que precisam ser providenciados para que tudo seja feito da forma correta. Para ajudar os empreendedores de primeira viagem, preparamos um texto onde ensinamos como montar seu primeiro consultório odontológico de forma muito simples e assertiva.



Escolha seu público-alvo Antes de começar a decorar o lugar, é preciso que o dentista escolha seu público-alvo. Afinal, para que público você direcionará o seu trabalho? Será algo mais voltado para qual faixa de renda salarial? Qual a faixa etária? Quais suas prioridades e o que valorizam? Definir esse público é importante, pois cada um deles tem suas peculiaridades e exige estratégias de marketing distintas.


Não adianta querer cativar seu público aplicando peças genéricas ou tentando falar com todo mundo ao mesmo tempo. Caso você insista em unificar suas estratégias de marketing sem qualquer segmentação, o resultado disso será um retumbante prejuízo.


Selecione o ponto onde o consultório será aberto Definido seu público-alvo, é hora de escolher o ponto onde abrirá seu consultório odontológico.

Aqui, convém prestar atenção em alguns detalhes, como a aparência do local. Afinal, se você deseja atingir as classes mais refinadas, precisará de um lugar que se destaque.


Recomendamos que seu consultório seja aberto no que chamamos de "ponto loja", ou seja, onde o acesso se dá pelo térreo com uma fachada com pelo menos 06 metros. Pontos "sobre loja" mesmo sendo mais baratos devido ao custo de locação, não atraem pacientes transeuntes, aumentando seus custos com marketing. Assim o aluguel que ficou barato comparado ao "ponto loja" acabou ficando igual devido ao aumento da despesa em marketing.


Segurança interna Procure pensar em locais com segurança, principalmente interna. Clínicas com câmeras dão maior segurança aos pacientes durante a noite, além de agregar mais valor ao investimento.


Uma dica simples. Se você recebê muito dinheiro na sua clínica, tenha dois cofres. Um que ficará com menos dinheiro, e outro bem escondido. Quando o meliante vier te roubar, mostre o cofre com menos dinheiro, ele pegará o dinheiro e saíra "satisfeito" sem imaginar que havia outro cofre com os valores principais.


Estacionamento próprio Oferecer estacionamento próprio é mais atraente do que o conveniado, já que mostra que seu prédio tem uma boa estrutura. Além disso, os clientes tendem a economizar com despesas desnecessárias, como a do estacionamento.


Elevador Para os mais idosos ou mesmo pessoas com problemas de locomoção, subir vários lances de escada é muito difícil ou impossível, afastando-os de locais sem acessibilidade. No momento em que estiver construindo seu primeiro consultório, aposte em prédios com acessibilidade. Locais com elevador, por exemplo, tem maior valor agregado e mais retorno dos clientes.


Fique de olho no contrato de locação Antes de fechar o contrato de aluguel, leia cada linha que estiver descrita na proposta. Até mesmo as menores. Esse cuidado ajuda a evitar que você tenha a sensação de que foi enganado. Veja também quem responderá pelas dívidas do local, que se é você ou o proprietário do terreno.


Caso tenha existido um consultório anterior, verifique se todas as dívidas do ex-locatário foram pagas. Assim, você conseguirá abrir seu consultório sem tanta burocracia.


Desenhe a montagem do consultório Depois de locado o espaço, é hora de pensar em cada detalhe. Veja quais mobílias podem ficar melhor colocadas em sua recepção e consultório, para dar mais conforto aos pacientes.


Se possui dificuldade, ou até mau gosto em decoração, contrate um profissional especializado nesse tipo de empreendimento. Assim você também evita erros e retrabalhados pelo projeto não ter sido aceito na vigilância sanitária.


Regularize o empreendimento Por fim, é fundamental que o dentista regularize seu consultório. De nada adiantará ter um belo espaço se você não tem autorização para funcionar. Por isso, deixe tudo organizado antes de abrir as portas.


Documentos importantes:

- Alvará da vigilância sanitária;

- Alvará de funcionamento;

- RT registrado junto ao CRO local;

- Número de EPAO junto ao CRO.

7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

REDE DENTS

Business Health Franchise Gestão de Ativos LTDA

CNPJ: 19.658.842/0001-63